Novas regras para cobrança de bagagem

Desde que a Anac anunciou a liberação dessa prática e de outras regras novas, diminuindo a exigência mínima de franquia de 5 para 10 kg, a Gol foi a primeira empresa a se pronunciar. A empresa passará a cobrar mais para quem pagar no check-in o despacho de suas bagagens.

Comunicado Gol

A empresa aérea, emitiu um comunicado que, a partir do dia 14 de março, clientes que não forem despachar bagagens comprarão passagens mais baratas.

Ao mesmo tempo, aqueles que quiserem despachar no momento do check-in deverão pagar uma franquia. Esta será cobrada por unidade, seguindo dimensões e peso pré-estipulados.

Os valores da unidade ainda serão definidos. Mas sabe-se que eles irão crescer de acordo com quantidade de malas, sendo a primeira mais barata que a segunda e, sucessivamente.

O serviço de franquia de bagagens poderá ser adquirido em todos os canais de atendimento da empresa.

Clientes Smiles das categorias mais altas e clientes Gol Premium terão condições diferenciadas, assegura a Gol.  Aqueles que optarem por outras classes de tarifas que já incluirão a bagagem também estão garantidos.

A empresa ressalta em nota que a medida que permite a franquia de bagagens aproximará o país dos padrões adotados na aviação mundial.

Outras companhias

Este comunicado da Gol, provavelmente se estenderá para todas as companhias que poderão cobrar pelo despacho de qualquer bagagem, independentemente do peso.

Hoje os passageiros podem despachar de graça uma mala de até 23 kg. Nos vôos nacionais, e duas malas de 32 kg, nos internacionais.

O Senado vetou a medida que valeria para qualquer passagem comprada a partir de 14 de março de 2017.  Agora, a situação ficou indefinida porque ainda está em tramitação no Congresso.

A ANAC também alterou as regras para a bagagem de mão. Atualmente, o limite máximo permitido por passageiro é de uma mala de 5 kg. Para compensar a cobrança da bagagem despachada, a agência aumentou o limite para 10 kg. As companhias aéreas, no entanto, poderão definir as dimensões máximas de cada mala. Confira o infográfico do site melhores destinos.

As companhias aéreas Latam, Avianca e Azul ainda não divulgaram como pretendem se adequar às novas regras da ANAC para a cobrança de bagagem despachada.